quarta-feira, 21 de março de 2012
LEITURA:

Obs.: Cortando-se a palavra ao meio horizontalmente, é mais fácil entendê-la lendo a parte superior (ex.: memorização).


COMO LER MAIS RÁPIDO E MELHOR:
1) Rota Lexical: palavras de alta frequência são lidas rapidamente, pois de fácil identificação (ex.: casa).

2) Rota Fonológica: palavras de baixa frequência (ex.: aristocracia).

3) Não existe memória fotográfica para ler, pois a memória não é uma foto, consiste em vários gatilhos ao acionados ao mesmo tempo. Portanto, a leitura fotográfica não funciona, tendo em vista que o importante na leitura é a retenção, conforme estudos da NASA.

4) A forma ideal de ler melhor e mais rápido é simplesmente ler cada vez mais, pois somente assim aumentamos a frequência dos vocábulos e passamos a ler em uma velocidade maior. É por isso que quando lemos um artigo da nossa área, lemos muito mais rápido.

5) A leitura é feita por pausa, pois o olho humano não consegue ler enquanto fechado, por isso, são feita pequenas pausas (de milésimos de segundo).


VÍCIOS DE LEITURA:
1) Vocalização: repetir em voz alta o que está lendo.

2) Subvocalização: voz interior que repete o que lemos dentro de nossas cabeças. É o vício mais difícil de ser eliminado. 

Dicas para combater este vício: 
a) pensar em alguma palavra simples repetidamente durante a leitura. Trata-se somente de um exercício, não deve-se passar a ler desta maneira; e,
b) contar mentalmente de 10 a 01. Também é somente um exercício.

3) Retrocesso Involuntário: consiste em ler um trecho do texto e voltar e reler para verificar se realmente entendeu. Pode ser comparado a um "tique nervoso", pois o leitor sabe que compreendeu o trecho e mesmo assim volta como garantia. Este vício é muito prejudicial à leitura, pois a memória funciona melhor com o agrupamento e com a visão geral e lendo em trechos e fazendo pausas, este processo é interrompido, pois perdemos os vínculos.

4) Falta de Vocabulário: ao encontrar uma palavrinha desconhecida interrompe-se a leitura para buscar o significado no dicionário. Este vício também interrompe o processo e prejudica a memória. O ideal é escrever as palavras desconhecidas no alto da página e somente após finalizar a leitura do texto recorrer ao dicionário. Deste modo, expande-se o vocabulário sem prejudicar o processo de leitura.

* Para assistir ao curso, que é gratuito, clique aqui.

0 comentários:

Sobre Mim

Minha foto
Marina Fraga
Marina, 27 anos, advogada, especialista em Direito Ambiental. Adoro escrever matérias jurídicas, descobrir macetes para concursos e participar de debates que versam sobre Direito. Pretendo, por meio do Blog Law Tips, compartilhar com vocês um pouquinho do produto dos meus estudos e pesquisas!
Visualizar meu perfil completo